Suaveolens

Este blog foi criado por um cearense apaixonado por plantas medicinais e por sua terra natal. O título Suaveolens é uma homenagem a Hyptis suaveolens uma planta medicinal e cheirosa chamada Bamburral no Ceará, e Hortelã do Mato em Brasília. Consultora Técnica: VANESSA DA SILVA MATTOS

Minha foto
Nome:
Local: Brasília, Distrito Federal, Brazil

Cearense, nascido em Fortaleza, no Ceará. Criado em Ipueiras, no mesmo estado até os oito anos. Foi universitário de agronomia em Fortaleza e em Recife. Formou-se em Pernambuco, na Universidade Rural. Obteve o título de Mestre em Microbiologia dos Solos pelo Instituto de Micologia da Universidade Federal de Pernambuco. Também obteve o Mestrado e o Doutorado em Fitopatologia pela Universidade de Brasília. Atualmente é pesquisador colaborador da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária da Universidade de Brasília.

24.5.15

A CANTADA E A PICADURA

A CANTADA E A PICADURA
Por Dalinha Catunda
*
A noite estava tão fria
Cedinho fui me deitar
Liguei a televisão
Antes do sono chegar
De cama sempre fui boa
Deito e durmo à toa
Não posso nem me queixar.
*
Deixei a janela aberta
Suave brisa a entrar
Era um convite ao sono
Chegava a me embalar
Já estava cochilando
E dei com você zanzando
Doidinho pra me pegar.
*
Joguei o lençol nas coxas
Tentei cobrir o restante
Porém você me rondava
Com seu cantar irritante
Eu quase fui a loucura
Ao sentir a picadura
No seu vai e vem constante.
*
No auge do sofrimento
Não pude conter o grito
Dei um tapa e no segundo
Eu acertei o mosquito
Que todo ensanguentado
Estrebuchava a meu lado
Eu me vinguei do maldito!
*

Versos de Dalinha Catunda

Maria de Lourdes Aragão Catunda – Poetisa, Escritora e Cordelista. Nascida e criada em Ipueiras-CE, conhecida popularmente como Dalinha Catunda, vive atualmente no Rio de Janeiro. Publica nos jornais "Diário do Nordeste" e "O Povo", nas revistas "Cidade Universidade" e "Municípios" e nos blogs: Primeira Coluna, Ipueiras e Ethos-Paidéia. É membro da Academia Brasileira de Literatura de Cordel.Escreve no Jornal Gazeta de Notícias do Cariri, No Blog Jornal da Besta Fubana e No Blog do Lando. Faz parte da ACC (Academia dos Cordelistas do Crato) e da AILCA, (Academia Ipuense de Letras Ciência e Artes). É co-gestora convidada do blog Suaveolens, além de ter blog próprio: (cantinhodadalinha.blogspot).

21.5.15

SETENTA E CINCO PIADAS BESTAS

1. Dois litros de leite foram atravessar a rua e acabaram atropelados. Um infelizmente morreu, o outro não, por quê? 
- Por que um deles era Longa Vida… 


2. Por que o elefante não pega fogo? 
- Porque ele já é cinza 



3. O que o cavalo foi fazer no orelhão? 
- Passar um trote… 



4. O que o tomate foi fazer no banco? 
- Foi tirar extrato… 



5. O que a galinha foi fazer na igreja? 
- Assistir a Missa do Galo. 



6. Como as enzimas se reproduzem? 
- Fica uma enzima da outra 



7. Por que a Coca-Cola e a Fanta se dão muito bem? 
- Porque se a Fanta quebra, a Coca-Cola! 



8. Por que não é bom guardar o quibe no freezer? 
- Porque lá dentro ele esfirra. 



9. Por que as plantas novas não falam? 
- Porque elas são mudinhas. 


10. Por que o galo canta com os olhos fechados? 

- Porque ele já sabe a letra da música de cor 



11. Por que o Batman colocou o batmóvel no seguro? 
- Porque ele tem medo que robin 



12. Como o Batman faz para que abram a bat-caverna? 
- Ele bat-palma. 



13. Como se faz omelete de chocolate? 
- Com ovos de páscoa! 



14. Por que na Argentina as vacas vivem olhando pro céu? 
- Porque tem ‘Boi nos Aires’! 



15. Para que servem óculos verdes? 
- Para verde perto… 



16. Para que servem óculos vermelhos? 
- Para vermelhor… 



17. Para que servem óculos marrons? 
- Para ver marromenos… 



18. Por que a mulher do Hulk divorciou-se dele? 
- Porque ela queria um homem mais maduro… 



19. Por que o jacaré tirou o jacarezinho da escola? 
- Porque ele réptil de ano. 



20. Você sabe qual e o contrário de volátil? 
- Vem cá sobrinho. 



21. Como se fala top-less em chinês? 
- Xem-chu-tian. 


22. O que é que a banana suicida falou? - Macacos me mordam!!!.

23. Como se faz para ganhar um Chokito ? - É só colocar o dedito na tomadita.

24. Qual e a comida que liga e desliga ? - O StrogON-OFF.

25. Como se faz para transformar um giz numa cobra? - É só colocar num copo de água. Aí o gizbóia...

26. Na vida tudo é passageiro. Menos Motorista e cobrador.

27. O que um cromossomo falou pro outro? - Cromossomos bonitos!.

28. Você sabe qual a diferença entre a lagoa e a padaria ? - Na lagoa há sapinho, e na padaria, assa pão.

29. Você conhece a piada do fotógrafo ? - Não? É porque ainda não foi revelada.

30. Batman pegou seu bat-sapato social e seu bat-blazer,aonde ele foi? - A um Bat-zado.

31. E no meio da noite:
 - Alô?
 - Alô, quem ta falando?
 - Nós.
 - Nós quem?
 - Nós dois, ué!

32. Qual o cachorro que é professor?

R: É o cãolecionador.


33.Qual o cachorro do fazendeiro?

R: É o cãopeão.


34.Qual o cachorro que adivinha o futuro?

R: É o cãoguru.


35. Qual Nome do policial Que se Olha no espelho?
R: Policial Civil

36. O que uma rua disse para a outra?

R: Vamos nos encontrar na esquina?


37.  O sujeito chega 15 minutos atrasado a uma conferência e, ao entrar, o porteiro o alerta:

 - Por favor, não faça barulho!
 - O quê? Já tem gente dormindo?


38. Por que a família queimou a televisão? 

para assistir tela quente!


39. Quem é a avó do mingau?
-  É a véia Quaker.

40. O que o ketchup falou pro sal?

- É nóis na frita!


41. Qual é o nome do peixe que caiu do 6º andar?

- aaaaaa…….TUM !!!

42. Qual a diferença entre o gato e uma coca?

- O gato mia e a coca “light”.


43. Qual é a diferença entre a calça e a bota? 

R: A bota a gente calça e a calça a gente bota.


44.  E no meio da noite:
 - Alô?
 - Alô, quem ta falando?
 - Nós.
 - Nós quem?
 - Nós dois, ué!

45. Dois frangos estavam voando. Aí um disse : “Peraí, frango não voa”! Logo em seguida ele caiu no chão mas o outro continuou voando. Por que? – Porque era um frango a passarinho...

46. Qual é seu nome?
- Joleno
- Onde sua mãe achou esse nome?
- Nos Bitos

47. Um cachorro chamado Tido sempre ficava em um cesto. Um dia, quando seu dono olhou ele não estava mais lá. Qual é o nome do filme ? – Cesto sem tido.

48. O que uma pastilha efervescente disse a outra no meio de um temporal?

-Tá chovendo !…
- Vixxxxxxxxxxxxiiiiiiiii...


49. O garoto fala para o amigo
- Me pergunte se eu sou um pé de feijão
- Você é um pé de feijão?
- Sim, sou um feijão. Agora me pergunta se eu sou um arroz...
- Você é um arroz ?
- Não, porque sou um feijão !

50. Duas vacas estavam conversando. A primeira vaca disse:
-Muuuuu!

E a segunda: - Nossa, querida, você tirou as palavras da minha boca! 



51. Uma formiga perguntou para a outra:

-Oi, qual é seu nome?
-Fo.
-Fo de que?
-Formiga! E o seu?
-Ota.
-Ota de que?
-Ota formiga!!!!


52.Você sabe o que o pneu da frente da bicicleta falou para o de trás? 

– Olha a tachinha! 
– Que tachiiiiiiiiiiiiii..


53. Você sabe qual é o fim da picada? 

R – Quando o mosquito vai embora!


54. O que é um pontinho vermelho no topo de um castelo?

R- Uma pimenta do reino!
(rsrsrsrs...lembrando que a pimenta do reino quando madura é vermelha...)


55. O que e um ponto azul na parede?
- É um AZULejo



56. -Você conhece o Tido?
-Que Tido?
-Aquele que te pegou atrás do armário.
-Mas não é o Mário?
-É que o armário é embutido!

57. Onde vamos cozinhar nossas mágoas ?
- Na panela depressão. 



58. Para que colocaram uma cama elástica no Polo Norte ? 
- Para o Urso Polar.



59. O que aconteceu com o lápis quando o professor comprou uma lapiseira?
- O lápis ficou desapontado...



60. Quando seu gato morreu?
- Meu gato morreu em miados do ano passado... 



61. Onde o barco que transportava laranjas foi multado?
- No rio Solimões



62 -Quem ganha a maratona dos eletrodomésticos?

- O chuveiro elétrico
- Porque?
- Tem resistência !


63. - O que acha da atuação dos nossos parlamentares ?
- É pra lamentares



64. - Senhor? Por que fizeste a Eva tão bonita?
- Para que você gostasse dela.
- Por que a fizeste tão macia?
- Para que você gostasse dela.
- Tudo bem, mas por que tão burra?
- Para que ela gostasse de você.

65. Crianças no banco dianteiro podem causar acidentes.
- Acidentes no banco traseiro podem causar crianças.



66. Se a avó do mingau é a véia quacker...quem é a mãe ?
- A mãezena



67. Porque houve engavetamento hoje na Marginal Pinheiros?
-Um guarda roupa caiu na pista



68. - Mestre, é verdade que todo o mundo tem problemas? 
- Sim. até o Frankenstein!



69. Mestre, é verdade que na vida tudo muda?
- Sim, até a bermuda!



70. Mestre, é verdade que na vida tudo passa ?
- Sim. Até a uva passa.



71. Quem abre no feriado? As lojas de moda?
- Não. No feriado, as lojas de moda fashion.



72. Você usa "piercing" ?
- Não. Acho a maior furada



73. Tem muito alpinista por aqui ? 
- Tem sim...aos montes !



74. Que vai acontecer se Papai Noel morrer ?
- Ele não estará mais "em-trenós".




75. A moça foi à farmácia comprar absorvente e ficou surpresa. Porque?

- O farmacêutico se chamava Aquiles Dias.
(alegrem-se...terminou a série...rsrsrs)

10.5.15

CONSELHOS DE UM GERIATRA


Olha aí gente amiga, vamos aproveitar a vida, a velhice chega para todos.
       Beijo
CONSELHOS DE UM GERIATRA

Estamos envelhecendo. Não nos preocupemos! De que adianta? É assim
mesmo! Isso é um processo natural. É uma lei do Universo conhecida
como a 2ª Lei da Termodinâmica ou Lei da Entropia. Essa lei diz que:
“A energia de um corpo tende a se degenerar e com isso a desordem do
sistema aumenta”. Portanto, tudo que foi composto será decomposto,
tudo que foi construído será destruído, tudo foi feito para acabar.
Como fazemos parte do universo, essa lei também opera em nós. Com o
tempo, os membros se enfraquecem, os sentidos se embotam. Sendo assim,
relaxe e aproveite. Parafraseando Freud: 
“A morte é o alvo de tudo que
vive”.

Se você deixar o seu carro no alto de uma montanha, daqui a 10 anos
ele estará todo carcomido. O mesmo acontece a nós. O conselho é: Viva.
Faça apenas isso. Preocupe-se com um dia de cada vez. Como disse um
dos meus amigos a sua esposa:
 “me use, estou acabando!”. Hilário,
porém realista.

Ficar velho e cheio de rugas é natural. Não queira ser jovem
novamente, você já foi. Pare de evocar lembranças de romances mortos,
vai se ferir com a dor que a si próprio inflige. Já viveu essa fase,
reconcilie-se com a sua situação e permita que o passado se torne
passado. Esse é o pré-requisito da felicidade.
 “O passado é lenha
calcinada. O futuro é o tempo que nos resta: finito, porém incerto”
como já dizia Cícero.

Abra a mão daquela beleza exuberante, da memória infalível, da
ausência da barriguinha, da vasta cabeleira e do alto desempenho, pra
não se tornar caricatura de si mesmo. Fazendo isso ganhará qualidade
de vida. Querer reconquistar esse passado seria um retrocesso e o
preço a ser pago será muito elevado. Serão muitas plásticas, muitos
riscos e mesmo assim você verá que não ficou como outrora. A flor da
idade ficou no pó da estrada. Então, para que se preocupar?! Esqueça
os bisturis e toca a vida.

Você sabe quem enche os consultórios dos cirurgiões plásticos? Os
bonitos. Você nunca me verá por lá. Para o bonito, cada ruga que
aparece é uma tragédia, para o feio ela é até bem vinda, quem sabe
pode melhorar, ele ainda alimenta uma esperança. 
Os feios são mais
felizes, mais despreocupados com a beleza, na verdade ela nunca lhes
fez falta, utilizaram-se de outros atributos e recursos. Inclusive tem
uns que melhoram na medida em que envelhecem. Para que se preocupar
com as rugas, você demorou tanto para tê-las! Suas memórias estão
salvas nelas. Não seja obcecado pelas aparências, livre-se das coisas
superficiais. O negócio é zombar do corpo disforme e dos membros
enfraquecidos.

Essa resistência em aceitar as leis da natureza acaba espalhando
sofrimento por todos os cantos. Advêm consequências desastrosas quando
se busca a mocidade eterna, as infinitas paixões, os prazeres sutis e
secretos, as loucas alegrias e os desenfreados prazeres. Isso se
transforma numa dor que você não tem como aliviar e condena à ruína
sua própria alma. Discreto, sem barulho ou alarde, aceite as
imposições da natureza e viva a sua fase. Sofrer é tentar resgatar
algo que deveria ter vivido e não viveu. Se não viveu na fase devida,
o melhor a fazer é esquecer.

A causa do sofrimento está no apego, está em querer que dure o que não
foi feito para durar. É viver uma fase que não é mais sua. Tente
controlar essas emoções destrutivas e os impulsos mais sombrios. Isso
pode sufocar a vida e esvaziá-la de sentido. Não dê ouvidos a isso,
temos a tentação de enfrentar crises sem o menor fundamento. Sua mente
estará sempre em conflito se ela se sentir insegura. A vida é o que
importa. Concentre-se nisso. A sabedoria consiste em aceitar nossos
limites.

Você não tem de experimentar todas as coisas, passar por todas as
estradas e conhecer todas as cidades. Isso é loucura, é exagero. Faça
o que pode ser feito com o que está disponível. Quer um conselho?
Esqueça. Para o seu bem, esqueça o que passou. Tem tantas coisas
interessantes para se viver na fase em que está. Coisas do passado não
te pertencem mais. Se você tem esposa e filhos, experimente vivenciar
algo que ainda não viveram juntos, faça uma festa, celebre a vida,
agora você tem mais tempo, aproveite essa disponibilidade e desfrute.
Aceitando ou não, o processo vai continuar. Assuma viver com dignidade
e nobreza a partir de agora. Nada nos pertence.

Tive um aluno com 60 anos de idade que nunca havia saído de Belo
Horizonte. Não posso dizer que, pelo fato de conhecer grande parte do
Brasil, sou mais feliz que ele. Muito pelo contrário, parecia
exatamente o oposto. O que importa é o que está dentro de nós, a velha
máxima continua atual como nunca: “quem tem muito dentro precisa ter
pouco fora”.

Esse é o segredo de uma boa vida.

Fonte: Associação dos Funcionários Aposentados e Pensionistas do Banco do Brasil
Site AFAGO
02/02/2015 - Colaboração do colega Marconi TF

5.5.15

MÃE SOLTEIRA


 Por Dalinha Catunda


*
Nunca foi descaramento,
Nela não tinha maldade.
Apenas impulso, arroubos,
Sintomas da pouca idade.
Ovelha negra era agora
Bradava a sociedade.
*
Sua barriga crescia,
Seu vestido encurtava,
A cintura antes fina,
Dia a dia engrossava,
E seu filho feito a dois
Sozinha ela carregava.
*
Seguiu firme sua sina
Levando barriga e dor
Relembrava a mãe de cristo
Sufocava seu temor
Confiava no seu tino
E em Deus Nosso senhor.
*
Eram tantos comentários
Nenhum a envergonhou.
Com o nariz empinado,
Pra frente se aventurou
Segurou firme nos braços,
O que o ventre lhe ofertou.
*
Boa mãe é com certeza,
E a outro filho deu luz.
Continuou mãe solteira,
Sem achar ser uma cruz.
Saiu quebrando tabus
Pois regra não lhe seduz.
*
Apontada como exemplo,
De uma mãe bem sucedida,
Pelos que antigamente
Chamavam-lhe de perdida.
Ela ri com ironia
Das voltas que dá a vida.
*

Versos de Dalinha Catunda
Foto: Foto:pat.feldman.com.br


Maria de Lourdes Aragão Catunda – Poetisa, Escritora e Cordelista. Nascida e criada em Ipueiras-CE, conhecida popularmente como Dalinha Catunda, vive atualmente no Rio de Janeiro. Publica nos jornais "Diário do Nordeste" e "O Povo", nas revistas "Cidade Universidade" e "Municípios" e nos blogs: Primeira Coluna, Ipueiras e Ethos-Paidéia. É membro da Academia Brasileira de Literatura de Cordel.Escreve no Jornal Gazeta de Notícias do Cariri, No Blog Jornal da Besta Fubana e No Blog do Lando. Faz parte da ACC (Academia dos Cordelistas do Crato) e da AILCA, (Academia Ipuense de Letras Ciência e Artes). É co-gestora convidada do blog Suaveolens, além de ter blog próprio: (cantinhodadalinha.blogspot).

2.5.15

TRABALHO DE MULHER

 Por

Dalinha Catunda
*
- Hoje é dia do trabalho,
Escutei alguém dizer.
Dizia a dona de casa
Tendo muito que fazer.
Há muito estava de pé
E já tinha feito o café
No escuro do amanhecer.
*
No ombro o pano de prato
E a pia superlotada.
Como num passe de mágica
Logo a louça foi lavada.
Com o pano inda na mão
Pega o rumo do fogão
Para uma nova jornada.
*
É tarefa o dia inteiro
Café, almoço e jantar,
A boa dona de casa
Tem mesmo que se virar.
Lava, passa e cozinha,
E varre a casa todinha
Sem tempo pra descansar.
*
Depois que sai da cozinha,
Depois que larga o fogão,
Banha-se para dormir,
Mas dormir não pode, não
No quarto esta o marido,
Exigindo já despido:
- Cumpra sua obrigação!
*
Se você não acredita
Digo: - pode acreditar!
Ainda vivem assim,
Neste atraso secular
As mulheres submissas
Que ainda assistem missas
E cumprem juras de altar.
*
Texto e foto de Dalinha Catunda


Maria de Lourdes Aragão Catunda – Poetisa, Escritora e Cordelista. Nascida e criada em Ipueiras-CE, conhecida popularmente como Dalinha Catunda, vive atualmente no Rio de Janeiro. Publica nos jornais "Diário do Nordeste" e "O Povo", nas revistas "Cidade Universidade" e "Municípios" e nos blogs: Primeira Coluna, Ipueiras e Ethos-Paidéia. É membro da Academia Brasileira de Literatura de Cordel.Escreve no Jornal Gazeta de Notícias do Cariri, No Blog Jornal da Besta Fubana e No Blog do Lando. Faz parte da ACC (Academia dos Cordelistas do Crato) e da AILCA, (Academia Ipuense de Letras Ciência e Artes). É co-gestora convidada do blog Suaveolens, além de ter blog próprio: (cantinhodadalinha.blogspot).